SEQUÊNCIA DIDÁTICA: LISTAS FABULOSAS

Autora

Edna Fraga Teixeira

Escola

Escola de Educação Básica Engenheiro Álvaro Catão

Resumo

Meus objetivos como educadora são oferecer oportunidades aos alunos com dificuldade na aprendizagem; desenvolver o aprendizado e atingir a média dos conhecimentos previstos para a turma; e levá-los a escalar degraus que os levem à autonomia da aquisição de novos conhecimentos, aproveitando a linguagem trazida do seu meio social. Atenta às dificuldades dos estudantes, na atividade aqui descrita, procurei o que eu poderia fazer para ajudá-los. Neste trâmite de pensamentos, surgiu uma luz que foi o curso do IFSC Leitura: Teoria e Prática que tivemos com a professora Luana de Gusmão Silveira.

Comecei a participar do curso, no qual foram apresentadas várias obras e, como também participei do curso do PNAIC e conhecia  o planejamento de uma sequência didática e os benefícios que ela oferecia para os alunos no desenvolvimento dos conhecimentos e da autonomia, optei em planejar uma sequência didática com a obra de Eva Furnari, As Listas Fabulosas. O trabalho realizado oportunizou a valorização da linguagem apresentada pelos alunos em sala de aula. A sequência foi aplicada na turma do quarto ano em conjunto com a professora regente e com o segundo professor da Escola de Educação Básica Engenheiro Álvaro Catão. Através da proposta, demos ênfase à interdisciplinaridade que é um dos pontos de partida para que o ensino aprendizagem envolva todos os conhecimentos necessários para uma educação libertadora e altruísta. No decorrer do desenvolvimento da Sequência Didática, foram trabalhados:

– a valorização da diversidade de saberes e vivências culturais e a apropriação de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao seu projeto de vida pessoal, profissional e social, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.

– a argumentação com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos e a consciência socioambiental em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta.

– o exercício da empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro, com acolhimento e valorização da diversidade de indivíduos e de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de origem, etnia, gênero, orientação sexual, idade, habilidade/necessidade, convicção religiosa ou de qualquer outra natureza, reconhecendo-se como parte de uma coletividade com a qual deve se comprometer.

– também foram desenvolvidas habilidades relacionadas às áreas do conhecimento que foram desenvolvidas no projeto, relacionadas com a leitura e a escrita.

Em relação à metodologia, seguimos:

1º Passo: Iniciamos a aula apresentando o Livro  As Listas Fabulosas (Eva Furnari). Observamos a percepção dos alunos quanto ao jogo das palavras listradas e listadas e fizemos uma pequena discussão sobre o assunto. Questionamos os alunos sobre que tipo de listas fabulosas poderiam ser criadas? Em que situação uma lista pode ser útil? Apresentamos a autora do livro, lendo sua biografia para os alunos se inspirarem nesta autora tão criativa;

2º Passo: Iniciamos a leitura do livro em formato digitalizado (depois compramos a obra física e disponibilizamos para empréstimos e leituras individuais). Chamei atenção dos alunos para a dedicatória do livro: Este livro é dedicado às pessoas listradas. Cada aluno teve a oportunidade de ler um parágrafo ou mais da obra, usando o microfone em sala de aula;

3º Passo: Grômio (personagem principal do livro) fez um anúncio para convidar pessoas para o seu Clube. Seguimos o exemplo e cada aluno criou um Clube fazendo um anúncio para convidar as pessoas para participarem dele. Foi preciso usar a tecnologia, digitando os anúncios que depois foram impressos e expostos no mural da escola. Cada aluno leu o seu texto, observando quantos colegas compartilharam da ideia do seu clube;

4º Passo: À medida que os alunos foram lendo as Listas Fabulosas, pedi que criassem um oitavo item para as três listas escolhidas por eles, sendo socializadas;

5º Passo: Foi feito o seguinte comando: escolha um dos personagens e crie, a partir das informações, uma lista de sete itens para apresentá-lo;

6º Passo:Em duplas, os alunos escolheram três listas propostas pela autora e escreveram, para cada uma, outra lista completa com novos sete itens inspirados nos que aparecem no livro;

7º Passo: Após colorirmos os membros do Clube das Listas Fabulosas e colocar expostos na sala de aula, os alunos leram as  listas de cada   personagem;

8º Passo: Foi confeccionado um boneco do Grômio e formado o Clube das listas dentro da sala de aula. Cada aluno apresentou a sua lista e recebeu uma carteirinha de sócio do clube do Grômio;

9º Passo: Usando um relógio digital e analógico, apresentamos o sistema de medida de tempo, a partir do horário do encontro dos clubes apresentados nos anúncios;

9º Passo: Criamos problemas, usando o sistema de medida de tempo;

10º Passo: Escrevemos por extenso as horas apresentadas pelos alunos nos anúncios criados;

11º Por fim, foi feita a socialização do trabalho para a comunidade escolar.

Usamos vários recursos para que pudéssemos despertar o interesse dos alunos em adquirir e desenvolver habilidades nas diversas áreas do conhecimento, demonstrando que a leitura literária é um importante recurso na construção do conhecimento em sala de aula.

Clique nas imagens para ampliá-las.

Palavras-chave

Leitura e escrita em sala de aula; trabalho interdisciplinar; listas Fabulosas.